domingo, 26 de fevereiro de 2017

LEMBRAR-TE

Imagem retirada do Google
Sobre o poema: Uma homenagem póstuma.














Lembrar-te
É uma alegria inquietante.
Lembrar-te
É ter o mundo e nada ter.
Lembrar-te
É uma heresia alucinante.
Lembrar-te
É contemplar sem ver.
É como fosse viva, eternamente...
Lembrar-te
É não morrer!

Nenhum comentário:

Postar um comentário